Um breve relato da minha história



Cresci tendo contato significativo com as artes por meio de meus pais, de maneira informal, já que o dom de ambos era cultuado somente como hobby.



Sou formada em Administração de Empresas e trabalhei na área até 1991, quando iniciei timidamente minha trajetória artesanal. Naquela época o tipo de trabalho e a proposta desenvolvida não se comparavam ao que faço hoje, no entanto, recordo o quanto me senti satisfeita e como isso me encorajou a buscar novas idéias e técnicas.



Inicialmente era apenas um passatempo, uma forma de relaxar e extravasar minha criatividade, mas a possibilidade de dar vida nova a coisas antigas me fascinou e acabei transformando essa paixão em profissão.



Fiz vários cursos em diferentes especialidades, tais como pátinas, texturas, etc., que contribuíram para a ampliação do meu leque de possibilidades.



Acho importante ressaltar a relevância que a arte teve e tem na minha vida, com a libertação do meu lado criativo, como uma maneira de vencer meus obstáculos, o que contribui muito para minha jornada pessoal.



Cada peça, cada técnica, é sempre um desafio em busca de algo novo e diferente. Dentro deste contexto, minha consciência ecológica faz com que eu me esforce na utilização de materiais de primeira linha e que não causem qualquer tipo de dano à natureza.



Considero a expressão artística como um tipo de energia que se inicia a partir do momento de sua elaboração e reflete diretamente sobre o trabalho final do artesão, ou seja, a vibração projetada sobre cada peça a transforma num objeto imantado.



A arte nos dá a possibilidade de preencher o universo que nos cerca com cor e beleza - nos fornece um novo olhar, valorizando as coisas simples do universo...e é isso que me encanta.



Rachel Oliveira


domingo, 11 de julho de 2010

CORES

TENDÊNCIA DE CORES PARA 2010
http://www.youtube.com/watch?v=KtD9quoxKZw&feature=related

INFLUÊNCIA DAS CORES
A cor influencia diretamente no conforto e bem estar de um ambiente. Por isso, a escolha da cor certa para cada ambiente é tão importante. As dicas que seguem, embora resumidas, são fórmulas simples, mas que dão bons resultados, tornando sua escolha mais fácil e adequada ao seu estilo, podendo ser aplicadas para qualquer tipo de ambiente, tanto residencial como comercial.


CORES QUENTES
Compreendem tons de vermelho, amarelo, laranja e suas variações. São psicologicamente dinâmicas e estimulantes, dando a sensação de vitalidade, excitação e movimento. São cores que se destacam, sugerindo diminuição ao ambiente.


CORES FRIAS
Compreendem tons de azul, verde, cinza e suas variações. São psicologicamente calmantes, suaves e estáticas, dando a sensação de frescor, descanso e paz. São cores que parecem distanciar-se, sugerindo profundidade ao ambiente.


TOM-SOBRE-TOM
Trata-se de uma forma para combinação das cores onde todos os elementos usados possuem o mesmo tom. Estas combinações normalmente dão à sensação de unidade, onde nenhum elemento se sobressai.


CONTRASTE
Trata-se de uma forma de combinação onde os elementos usados possuem cores contrastantes e opostas, como exemplo preto e branco, bege e preto, branco e azul, azul e amarelo, entre outras. Estas combinações criam pontos de atenção, onde a cor mais forte ou escura se destaca.


FREQÜÊNCIA DE USO DO AMBIENTE
Em locais de uso freqüente ou de permanência prolongada,  carregar na decoração e nas cores pode causar a sensação de cansaço. Cores claras, além de conferir tranqüilidade e harmonia ao ambiente, possibilitam maior sensação de limpeza e higiene, característica de grande importância quando consideramos os ambientes de cozinha e banheiro. Em ambientes de uso menos freqüentes, como lavabos, dormitórios, hall de entrada e áreas externas, o uso do contraste de cores poderá ser um excelente motivo na decoração.


TAMANHO E CLARIDADE DO AMBIENTE
Em ambientes pequenos e com pouca incidência de luz, prefira sempre utilizar cores claras, contribuindo para o aumento da luminosidade e maior amplitude do mesmo. Cores escuras, além de diminuir a luminosidade do ambiente, contribuem para a sensação de diminuição do espaço.