Um breve relato da minha história



Cresci tendo contato significativo com as artes por meio de meus pais, de maneira informal, já que o dom de ambos era cultuado somente como hobby.



Sou formada em Administração de Empresas e trabalhei na área até 1991, quando iniciei timidamente minha trajetória artesanal. Naquela época o tipo de trabalho e a proposta desenvolvida não se comparavam ao que faço hoje, no entanto, recordo o quanto me senti satisfeita e como isso me encorajou a buscar novas idéias e técnicas.



Inicialmente era apenas um passatempo, uma forma de relaxar e extravasar minha criatividade, mas a possibilidade de dar vida nova a coisas antigas me fascinou e acabei transformando essa paixão em profissão.



Fiz vários cursos em diferentes especialidades, tais como pátinas, texturas, etc., que contribuíram para a ampliação do meu leque de possibilidades.



Acho importante ressaltar a relevância que a arte teve e tem na minha vida, com a libertação do meu lado criativo, como uma maneira de vencer meus obstáculos, o que contribui muito para minha jornada pessoal.



Cada peça, cada técnica, é sempre um desafio em busca de algo novo e diferente. Dentro deste contexto, minha consciência ecológica faz com que eu me esforce na utilização de materiais de primeira linha e que não causem qualquer tipo de dano à natureza.



Considero a expressão artística como um tipo de energia que se inicia a partir do momento de sua elaboração e reflete diretamente sobre o trabalho final do artesão, ou seja, a vibração projetada sobre cada peça a transforma num objeto imantado.



A arte nos dá a possibilidade de preencher o universo que nos cerca com cor e beleza - nos fornece um novo olhar, valorizando as coisas simples do universo...e é isso que me encanta.



Rachel Oliveira


sábado, 17 de julho de 2010

Cromoterapia (por Marcia Sampaio)

Artigo completo acesse http://www.webartigos.com/articles/15971/1/O-Embasamento-Cientifico-da-Cromoterapia/pagina1.html


A Cromoterapia é uma terapia natural que atribui às cores um significado que pode alterar problemas de saúde, promovendo o alívio sintomático através da cor absorvida pelo corpo. Isso se dá pelo eletromagnetismo, ou seja, o corpo recebe diferentes campos eletromagnéticos da luz e o corpo os absorve em um padrão de vibração interpretado pelo Cromoterapeuta, desenvolvendo o equilíbrio energético, tão imprescindível para a saúde física, mental, emocional e espiritual. É uma terapia que leva em conta todos os níveis do ser humano ( físico, mental, emocional, energético e espiritual), e não apenas os sintomas físicos, já que corpo e mente encontram-se intimamente interligados.


Em 3000 A.C. já se fazia uso das cores no Egito para curar doenças e desenvolver os dons espirituais, através do uso de pedras preciosas, cristais, cores, mantras, perfumes e doação de energia pelas mãos, além da já utilização da água solarizada (garrafas de água envolvidas em papel celofane na cor adequada ao caso).


Ainda em 3000 A.C. na Índia, houve grande desenvolvimento dos princípios energéticos que propiciam a cura, fazendo a Cromoterapia parte da Medicina Ayurvédica, que se utiliza de cristais, sons, exercícios respiratórios, alimentos, massagem, mandalas e plantas medicinais que agem sobre as glândulas (aqui chamadas de chacras), e que são os centros de energia do corpo humano.


Em 2700 A.C, a China já utilizava as cores na alimentação e no diagnóstico dos desequilíbrios internos.


Em 500 A.C. a Helioterapia (Terapia do Raios Solares) já era bastante utilizada na Grécia e receitada por médicos como Hipócrates ( O Pai da Medicina).


Na metade do século XX, nos Estados Unidos, começaram a ser financiadas pesquisas sobre os efeitos das cores, e podemos dizer que o Raio Laser, usado inclusive em cirurgia, é um ótimo exemplo, assim como a medicina tradicional hoje faz uso dos raios infravermelho e ultravioleta. É importante também saber que a NASA realiza importantes pesquisas com as cores no espaço.


No Brasil, hospitais públicos como Lourenço Jorge e Miguel Couto (no Rio de Janeiro) mudaram a cor das paredes dos quartos para verde claro, pois é uma cor que acalma, equilibra a parte emocional e acelera a cicatrização. Muitas empresas contratam Cromoterapeutas para decorar o ambiente de trabalho com cores que atinjam determinados objetivos, como motivação, aumento de produção, concentração, equilíbrio, Raciocínio, reflexo, memória, redução de acidentes, melhor relacionamento entre os funcionários,...